Pesquise

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Deus entre nós

                                                     
 O supermercado está lotado. Esses clientes deixaram para fazer as compras na última hora. Alguns se acham nessa situação porque são do tipo que protela tudo. Outros, porém, não puderam adiantar nada porque só agora receberam o 13° salário. E ninguém pode se esquecer de que ainda precisa passar no shopping, a fim de comprar um presente para cada um da família. É para pôr debaixo da árvore. E não há como deixar de comprar roupa nova.
Pela tradição, o Natal é união, é amor, é paz. Contudo, fomos longe demais com as comemorações. Essa época virou ostentação, luxo, excesso de comida e de bebida, endividamento no cartão de crédito e crediário.
Assustados, alguns resolveram fugir disso. "É só uma data comercial", dizem. "Jesus nem nasceu no dia 25 de dezembro. Não foi nem no ano que dividiu a história. É tudo baboseira".
Esses não deixam de estar certos. No entanto, junto com o excesso comercial, jogaram fora também o espírito natalino. Banalizaram a data que os povos cristãos tanto prezam.





                               Mas, afinal, qual o significado do Natal?

Vamos viajar no tempo. Vamos visualizar o nascimento de Cristo e destacar dois
tipos de pessoas que foram prestar uma homenagem ao recém-nascido.
Naquele ano, uma estrela resolveu brilhar mais que o natural.  Aquela estrela, extraordinariamente brilhante, chamou a atenção de alguns cientistas daquela época. Eles estudavam os astros. Eram sábios do Oriente. Entendiam de medicina e de ciências naturais também. Aquele brilho intenso os atraiu. Estudiosos e conhecedores das Escrituras dos judeus, compreenderam que a estrela apontava para Belém, a cidade do Rei Davi. Sabiam que o Salvador prometido nasceria lá.
Mesmo sendo reverenciados como reis - os reis magos - aqueles homens sentiram que estavam diante de uma revelação.Compreenderam que um Rei, maior que qualquer outro em todos os tempos, nasceria. Encantados com a honra de poder reverenciá-lo, escolheram alguns presentes majestosos e cheios de significação e levaram para o menino.
Não se sabem quantos magos eram. O tipo de presente, porém, conhecemos. Levaram ouro, incenso e mirra.
E o Rei dos reis acabara de nascer de fato. A estrela de Belém realmente apontava para o local de seu nascimento.
 Era uma manjedoura. Um lugarzinho dos mais humildes.
Ali perto, viviam alguns pastores. Eles ficavam no campo e guardavam o rebanho durante a madrugada. De repente, um anjo lhes anunciou que o Salvador nascera em Belém.
Esses homens simples e sem nenhuma instrução receberam a notícia diretamente de Deus. Eles foram tomados pelos mesmos sentimentos que invadiram o coração dos magos. Quiseram ir logo para o local, a fim de reverenciar o Rei dos reis.
O personagem principal daquela noite, tanto para os reis quanto para os pastores, era JESUS!
O fato de Cristo nascer naquele lugar não significava que a pobreza deveria ser exaltada. Os pais do menino aceitaram os presentes majestosos dos magos com o mesmo respeito que receberam os pastores de mãos vazias. A cena tão significativa apontava na direção da simplicidade e da sinceridade.
A vinda do Salvador ao mundo harmonizava os extremos que tanto nos deixam indignados.
Com Jesus, tornou-se possível unir num mesmo festejo os reis e os pastores.
Em Cristo, o ouro é um presente compatível com uma manjedoura.
Para o Salvador, o que conta é o coração -e não as posses- de quem lhe presta homenagem. Assim, o pobre é acolhido com amor. E o rico não é desprezado por causa das facilidades que sua riqueza lhe proporciona.
Voltemos aos nossos dias. O que nos falta, não só no Natal, mas em nosso viver diário?
Não temos prezado a simplicidade. Criticamos o rico, mas não nos aproximamos dos necessitados. Temos nos afastado da grande alegria que é poder reverenciar o Rei dos reis por meio dos nossos pensamentos,sentimentos, atitudes e ações.
Então, que tal se aproveitássemos o verdadeiro Natal?
Que tal se deixássemos de lado as diferenças, sejam elas grandes ou insignificantes?
Que tal se nos juntássemos para acolher o Rei?
Permita que a estrela de Belém brilhe intensamente em seu viver. A única coisa que você terá de fazer para reverenciar o Rei é segui-la.
Deixe que Jesus Cristo nasça em seu coração todos os dias.                          

"O anjo, porém, lhes disse: Não temais; eis aqui vos trago boa-nova de grande alegria, que o será para todo o povo: é que hoje vos nasceu, na cidade de Davi, o Salvador, que é Cristo,o Senhor." (Lc2.10,11)

                                                                                                              Adaptado da revista "Mensagem da Cruz"




                                       Juntas para acolher o Rei dos reis: 
                                                     Débora e Paula



6 Comentários...:

Samuel Barbi disse... Responder comentário

Amém!
Que vivamos todos os dias o verdadeiro sentido do natal!

Bia Oliveira disse... Responder comentário

Faço minhas as palavras do Samuel.
Que todos os dias nós vivamos o verdadeiro sentido do natal mesmo. O nascimento de Cristo e não só uma data para ganhar presentes.

muito bom o post *-*

°ღ•ℳαяι●•٠·˙ disse... Responder comentário

Também acretido nisso! O Verdadeiro Natal não são os presentes e as festas mas o nascimento de Jesus e este não deve acontecer apenas no dia 25, mas em todos os dias do ano!
Deus abençõe!

Loucos Por Uma Causa disse... Responder comentário

Obrigada, gente ! ( :
Isso aí, Jesus deve nascer em nossos corações todos os dias ;)
Deus abençoe vocês, beijos.

Mariáh C. disse... Responder comentário

gostei do post .
legal é que todo mundo posta essas coisas natalinas, e eu , no meu blog, continuo com o mesmo de sempre .

bem, primeiramente, nem precisaríamos comemorar o Natal . mas, se for pra comemorar, que comemoremos o NATAL, o Deus em forma de gente, o milagre, a manjedoura, a estrela e tudo o mais ..
se for pra comemorar o Natal, que comemoremos certo . mas menos de 1% do planeta faz isso .

beijo , Feliz Natal , que Jesus te deixe cada vez mais louca por Ele ;*

Anderson disse... Responder comentário

Realmente o Natal virou uma data bastante comercial. As pessoas não ligam muito pro significado da data, mas ligam sim pelos presentes e pela ceia farta que desejam ter em suas casas.

Que essas pessoas possam para um pouco pra refletir nisso, e realmente comemorar o verdadeiro motivo dessa data que é o nascimento do nosso senhor e salvador Jesus, a qual, a glória, o nosso louvor devem ser dados a ele!

parabéns pelos textos! estão ótimos!
bjão! ;**

Postar um comentário

E aí, gostou do que encontrou aqui??
Tá esperando o quê pra comentar?!
Fique à vontade para dizer o que achou!E fique atento pois responderemos aqui mesmo! (:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...